Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Coluna/Opinião

DIA DO IMIGRANTE

26 de junho

DIA DO IMIGRANTE
Silvana Barboza
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Segundo a ONU 3,6 da população do mundo é Imigrante e a maioria são mulheres jovens, muitas com seus filhos.

Essas pessoas saem atualmente principalmente da Índia, México, Rússia, China e Síria.

Geralmente esses grupos de pessoas saem de seus países em busca de melhor qualidade de vida, a procura de emprego, de estudo e de condições de acumular valores para um dia voltar ao seu pais e reconstruir sua vida, ou ajudar seus familiares que ficaram para trás.

Existe também os Imigrantes que saem por questões políticas, exilados políticos, ou refugiados de guerra, deslocados.

Os deslocados estão saindo atualmente da Síria, Venezuela, Afaganistão, Sudão do Sul, Nianmar e Croácia entre outros.

No Brasil a Imigração é presente desde a vinda da família Real portuguesa em 1808, fugindo da Guerra contra Napoleão Bonaparte. Esses Imigrantes vieram trabalhar na lavoura e plantação do Café, com o tempo esses trabalhadores substituíram totalmente a mão de obra escrava.

O Brasil recebeu principalmente:

Italianos e Japoneses em São Paulo;

Espanhóis em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia;

Alemães na Região Sul do Brasil e Petrópolis (RJ);

Suíços em Nova Friburgo (RJ);

Finlandeses em Penedo (RJ);

Ucranianos;

Poloneses;

Mais recentemente: Haitianos, Chineses, Bolivianos, Venezuelanos, entre outros.

Atualmente um novo grupo de Imigrantes está chegando ao Brasil vindo de países do Continente Africano em busca principalmente de estudos:

Senegal;

Gana;

Camarões;

Cabo Verte, etc;

Muitas pessoas romantizam o processo de Imigração, porém na prática é muito complicado e por vezes traumáticas.

Além da língua ser diferente, a cultura, clima, alimentação, costumes, religiões, etc., o problema do preconceito pode ser cruel em vários países, com rejeições ou mesmo perseguições.

A maioria dos Imigrantes entram nos países de forma clandestina, elevando as tensões internas entre os Imigrantes e a população local, passando inclusive por situações extremamente arriscada, colocando suas vidas em perigo.

Inicia-se um processo de disputa por espaço, por emprego, por cidadania, por direitos, etc.

Cabe a cada pais a sensibilidade ao receber essa população de garantir ao Imigrante políticas públicas de acolhimento, inclusão social, emprego, educação, moradia, etc., sem, contudo, tencionar as relações sociais da população local do pais.

Uma equação complicada de ser resolvida, que precisa do olhar atento dos gestores principalmente dos governos municipais, onde de fato acontece a vida cotidiana das pessoas.

Deixando de lado os preconceitos e oferecendo aos Imigrantes a possibilidade de uma vida digna, melhor da que tinham quando decidiram se aventurar em terras estranhas, antes de sermos de um país somos todos humanos do Planeta Terra.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!