Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Favorito? Quarta força? Veja como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo começam o Paulistão

GloboEsporte.com analisa rivais em cinco critérios; saiba quem venceu e vote no favorito
Favorito? Quarta força? Veja como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo começam o Paulistão

OUVIR POSTAGEM

No ano em que os quatro clubes grandes vão disputar juntos a Copa Libertadores pela primeira vez, o Campeonato Paulista serve de aperitivo para o torcedor ver como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo iniciam a temporada.

Apesar da Libertadores, o Paulistão também terá sua importância em 2020. Atual tricampeão, o Corinthians tenta um tetracampeonato inédito em sua história. O Santos, por sua vez, quer retomar a hegemonia estadual. Palmeiras e São Paulo pretendem encerrar longos jejuns no torneio – o Verdão não vence desde 2008, e o Tricolor desde 2005.

+ Guia do Paulistão: tudo o que você precisa saber sobre o torneio

Mas quem entra como favorito? Quem é a quarta força? O GloboEsporte.com analisou os rivais em cinco critérios (elenco, treinador, momento, finanças e estabilidade política) e contou com votos de repórteres e editores, que deram de uma a cinco estrelas para cada um dos quesitos. Da soma dessas estrelas, dividida pela quantidade de votantes, saiu a média apresentada abaixo.

Vale observar que foram atribuídos pesos diferentes a cada critério, de acordo com a importância dele. Elenco é o fator que tem peso maior: três. Assim, as médias desse quesito foram multiplicadas por três para se chegar aos valores finais.

Confira abaixo como ficou!

 — Foto: GloboEsporte.com

Foto: GloboEsporte.com

1º – Palmeiras – 36 pontos
Sem vencer o Paulistão desde 2008, o Palmeiras conta com Vanderlei Luxemburgo no banco de reservas e um elenco mais enxuto (porém ainda com muita qualidade) para reconquistar o título. Luxa foi justamente o comandante dessa última taça e chega em alta. O momento é de cobrança, já que o Verdão não levantou taças em 2019.

O clube mudou seu direcionamento com relação aos últimos anos e ainda não contratou reforços. Negociou nomes como Borja, Deyverson, Matheus Fernandes, Thiago Santos, Hyoran e Carlos Eduardo. E quer dar mais espaço a jogadores da base: Patrick de Paula e Gabriel Menino, por exemplo, tiveram oportunidades como titulares no Torneio da Flórida. Mesmo assim, o elenco continua sendo uma força do Palmeiras, que teve avaliação superior à dos rivais no quesito.

Fora de campo, o clube vive momento estável financeiramente. O orçamento de 2020 prevê redução de 14% nas despesas do futebol profissional com a maior utilização da base (leia aqui a análise completa de Rodrigo Capelo). A ideia é justamente manter as contas equilibradas.

No panorama político, a principal personagem é Leila Pereira, conselheira e figura da patrocinadora do clube – a eleição presidencial é em 2021, e ela poderá concorrer à sucessão de Mauricio Galiotte.

 — Foto: GloboEsporte.com

Foto: GloboEsporte.com

*Votaram: Alexandre Alliatti, Carlos Augusto Ferrari, Diego Ribeiro, Fabricio Crepaldi, Felipe Zito, Leandro Canônico, Rodrigo Capelo (finanças) e Tossiro Neto

2º – Corinthians – 34,5 pontos
Atual tricampeão paulista e com duelos decisivos da segunda fase da Libertadores logo no início de fevereiro, o Corinthians foi quem mais se reforçou entre os quatro grandes – vale ressaltar que a janela de transferências tem sido mais calma que o usual.

Além do técnico Tiago Nunes, o clube contratou Luan, Victor Cantillo, Sidcley e Matheus Davó. Apesar das perdas (Júnior Urso, Clayson, Sornoza...), o elenco está mais encorpado e mostrou bons sinais no Torneio da Flórida. Luan deve ser o "cara" do time, que só terá Pedrinho em meados de fevereiro – o meia está com a seleção brasileira na disputa do Pré-Olímpico.

Politicamente, o clube é estável, apesar das diversas correntes de conselheiros. O grupo de Andrés Sanchez continua no comando, e Duílio Monteiro Alves, atual diretor de futebol, deve ser candidato da situação na eleição presidencial, no fim de 2020.

Por outro lado, o Corinthians começa a temporada já com previsão de prejuízo de R$ 21 milhões, de acordo com o orçamento. Há a necessidade de reduzir a folha do futebol em R$ 60 milhões no ano, e cortar gastos será o principal desafio de Andrés e sua diretoria. Leia aqui a análise completa de Rodrigo Capelo.

 — Foto: GloboEsporte.com

Votaram: Alexandre Alliatti, Ana Canhedo, Bruno Cassucci, Carlos Augusto Ferrari, Diego Ribeiro, Leandro Canônico, Marcelo Braga e Rodrigo Capelo (finanças)

3º – Santos – 27 pontos
Apesar da saída do técnico Jorge Sampaoli e de alguns jogadores "velhos de casa" (Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique...), o Santos encerrou 2019 em alta e começa 2020 com a mesma esperança de surpreender, agora sob comando do português Jesualdo Ferreira.

Foram duas contratações até o início do Paulistão: o lateral-direito Madson e o atacante Raniel. A aposta é na manutenção de peças que deram certo e brilharam em 2019, casos de Marinho e Soteldo, pilares do ataque em mais uma temporada – o venezuelano perde o início do Paulistão por estar com a seleção de seu país no Pré-Olímpico.

 

O momento em campo é bom, já que o Peixe vem de um vice-campeonato brasileiro, mas a instabilidade financeira e política derrubou a pontuação do Peixe na votação.

O presidente José Carlos Peres é rompido com o vice, Orlando Rollo, e o Conselho Fiscal acredita que Peres tem tomado decisões que ameaçam a saúde financeira do clube – em 2019, só no primeiro trimestre, o Santos apresentou déficit de R$ 18 milhões. A folha salarial subiu e passou dos R$ 12 milhões. A missão é reduzir os custos do futebol.

 — Foto: GloboEsporte.com

*Votaram: Alexandre Alliatti, Alexandre Lozetti, Ana Canhedo, Bruno Giufrida, Carlos Augusto Ferrari, Diego Ribeiro, Leandro Canônico e Rodrigo Capelo (finanças)

4º – São Paulo – 26,5 pontos
O São Paulo ficou como "quarta força" do início do Paulistão muito por causa da instabilidade fora de campo e das dúvidas dentro dele – um bom elenco que ainda não entregou o que se esperava e um técnico com menos bagagem do que Luxemburgo e Jesualdo Ferreira e menos conquistas do que Tiago Nunes.

Cabe a Fernando Diniz tirar o máximo do elenco que tem em mãos, já que o São Paulo não fez contratações para 2020 e apostou em dois pilares: garotos da base entre os profissionais e aquisição em definitivo de quem já fazia parte do grupo, casos de Tiago Volpi e Vitor Bueno.

Sem títulos desde 2012, o São Paulo também tem a pressão pesando contra. Fora de campo, o clube tenta reduzir custos e confia na venda de jogadores para passar o ano com maior tranquilidade – recentemente, o Tricolor recusou ofertas na casa dos 15 milhões de euros por Antony. Leia aqui a análise completa de Rodrigo Capelo.

Leco entra em seu último ano de mandato presidencial pressionado por resultados dentro de campo e fora dele. Além de o São Paulo não ter conquistado nenhum título sob seu comando, o clube registrou um déficit de R$ 180 milhões ao fim de 2019. Para "salvar" sua imagem, o dirigente tem a missão de diminuir consideravelmente a dívida e lograr resultados esportivos. Conselheiros acusaram o presidente de gestão temerária e pediram seu impeachment recentemente.

Avaliação do São Paulo para o Paulistão — Foto: GloboEsporte.com

*Votaram: Alexandre Alliatti, Alexandre Lozetti, Carlos Augusto Ferrari, Diego Ribeiro, Eduardo Rodrigues, Leandro Canônico, Marcelo Hazan e Rodrigo Capelo (finanças)

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Postagens

Corinthians
Favorito? Quarta força? Veja como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo começam o...
Favorito? Quarta força? Veja como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo começam o Paulistão
VISUALIZAR
América de Natal
América renova com zagueiro Adriano Alves
América renova com zagueiro Adriano Alves
VISUALIZAR
ABC
Baixo poder ofensivo do ABC preocupa Roberto Fernandes
Baixo poder ofensivo do ABC preocupa Roberto Fernandes
VISUALIZAR
Corinthians
Corinthians prorroga o contrato de Pedrinho até a temporada de 2020
Corinthians prorroga o contrato de Pedrinho até a temporada de 2020
VISUALIZAR
São Paulo
Fernando Diniz conta com Pato no São Paulo e espera reviravolta do atacante: "Muito talentoso"
Fernando Diniz conta com Pato no São Paulo e espera reviravolta do atacante:
VISUALIZAR
América de Natal
Outro patamar: Waguinho vê América-RN acima e diz que esperava mais equilíbrio
Outro patamar: Waguinho vê América-RN acima e diz que esperava mais equilíbrio
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )