Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Sabado, 15 de Junho de 2024
REDEC
REDEC

FUTEBOL

Atletismo vai pagar cifra milionária por medalhas

A World Athletics, a federação de atletismo internacional, vai destinar US$ 2,4 milhões (cerca de R$ 12 milhões

Marcone Pedro
Por Marcone Pedro
Atletismo vai pagar cifra milionária por medalhas
Depois de Paris, prêmios em devem se tornar regra | Foto: COI
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A World Athletics, a federação de atletismo internacional, vai destinar US$ 2,4 milhões (cerca de R$ 12 milhões) para atletas que conquistarem medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. É a primeira vez que uma federação destina prêmios em dinheiros em uma Olimpíada. A entidade define o lugar mais alto do pódio no grande evento como “o auge do sucesso desportivo”.


A verba é uma reserva no repasse do Comitê Olímpico Internacional (COI) à federação. Feita a cada quatro anos, a transferência é relativa à participação de receitas da organização. Assim, foi possível estabelecer o prêmio de US$ 50 mil (R$ 250,4 mil) para cada medalhista de ouro nas 48 provas de atletismo de Paris.

Os prêmios em dinheiro devem se tornar regra para a World Athletics. É esperado pela entidade que medalhistas de prata e bronze também possam receber valores na próxima edição dos Jogos Olímpicos, em Los Angeles-2028.

Campeã pan-americana em Santiago-2023 no lançamento de disco, Izabela da Silva exaltou o significado da conquista esportiva, mas reconhece a importância da premiação. “Claro que ouro olímpico representa mais que um prêmio financeiramente, amamos o que fazemos. Ver uma medalha olímpica, independente da cor, será uma honra. O reconhecimento financeiro ajuda a ganhar medalhas futuramente, com mais suporte para treinos, suplementação alimentar, entre outras coisas”, disse a atleta, que também foi ouro nos Jogos Sul-Americanos de 2022 e nos Campeonatos Sul-Americanos de Atletismo de 2021 e 2023.

Segundo a federação, desde 2015, os valores recebidos pela participação nas receitas do COI é distribuído entre entidades filiadas, como a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Isso representou um repasse anual de US$ 5 milhões (R$ 25 milhões) para todos os membros.

FONTE/CRÉDITOS: Tribuna do Norte
JATOBÁ
JATOBÁ
REDECON
REDECON

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )