Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024
REDEC
REDEC

FUTEBOL

Botafogo obtém efeito suspensivo para punições de Tiquinho e Marçal

Presidente do TJD-RJ, Renata Mansur defere o pedido do clube para suspender penas enquanto aguardam julgamento no tribunal pleno; jogadores ainda não

Marcone Pedro
Por Marcone Pedro
Botafogo obtém efeito suspensivo para punições de Tiquinho e Marçal
Tiquinho Soares em ação contra o Flamengo — Foto: Mateus Bonomi/AGIF
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Botafogo recebeu efeito suspensivo no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) para as penas do atacante Tiquinho Soares, Marçal e para a multa do clube por conta dos incidentes do clássico contra o Flamengo.

A decisão foi assinada pela presidente do tribunal, Renata Mansur, que limitou as penas dos jogadores a duas partidas enquanto o caso não for julgado pelo tribunal pleno da casa. Sendo assim, nem Tiquinho e nem Marçal enfrentam a Portuguesa, nesta quarta-feira. Somente Joel Carli, que já cumpriu a punição, não recebeu o efeito suspensivo.

A dupla ainda não jogará contra a Portuguesa, nesta quarta-feira, porque terá que cumprir uma suspensão de dois jogos. A primeira partida foi cumprida no fim de semana, na vitória contra o Resende. A tendência, portanto, é que a dupla esteja disponível para os compromissos do fim de semana, sejam pela Taça Guanabara ou Taça Rio, dependendo da colocação final do Botafogo.

Tiquinho, Marçal, Carli, Perri e o próprio Botafogo foram julgados pela 5ª comissão disciplinar do TJD na última segunda-feira por conta de incidentes no clássico contra o Flamengo, em Brasília, no último dia 25 de fevereiro.

Perri foi inocentado por presentear um torcedor que invadiu o campo. Carli recebeu suspensão de uma partida (já cumprida) por desacato contra o árbitro em expulsão. Marçal recebeu cinco jogos de punição por "ofender a honra" do árbitro e chutar o microfone na saída de campo. Tiquinho foi suspenso por oito partidas por "ato hostil" e "ofensa" ao juiz da partida.

O clube entrou com recurso das decisões na última terça-feira e com o pedido de efeito suspensivo. Com isso, Marçal e Tiquinho estarão a disposição a partir do próximo jogo do estadual enquanto aguardam o julgamento, que ainda não tem data marcada.

FONTE/CRÉDITOS: ge
REDECON
REDECON
JATOBÁ
JATOBÁ

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )