Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Estudantes precisam da gratuidade do circular para estudar, aponta Robério Paulino

Educação

Estudantes precisam da gratuidade do circular para estudar, aponta Robério Paulino

Robério Paulino segue na tentativa de intermediar uma negociação para a retomada da gratuidade do transporte

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O vereador de Natal, Robério Paulino (PSOL), participou nesta quinta-feira 2 do protesto em frente à sede da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) para cobrar a manutenção da gratuidade do “circular”, linha de ônibus que atende estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O ato foi promovido por alunos da instituição de ensino e contou ainda com a presença de vários parlamentares.

 

“Quero me somar à luta dos estudantes pela manutenção da gratuidade do circular. É uma conquista de décadas, não pode ser mexido assim, de repente, retirando uma conquista tão fundamental. Os estudantes mais pobres precisam dessa gratuidade para poder estudar. Não é só do Via Direta para a UFRN: há muitos deslocamentos dentro do campus, às vezes em horários de sol forte. Não tem sentido e nem explicação retirar uma conquista histórica”, disse o vereador ao reconhecer a importância do transporte para os alunos da universidade.

 
 

 

Mesmo estando ao lado dos estudantes, Robério Paulino segue na tentativa de intermediar uma negociação. “Hoje já falei com a secretária da STTU [Daliana Bandeira], com o prefeito [Álvaro Dias], com o reitor [da UFRN, Daniel Diniz], com a liderança da Câmara Municipal e com o DCE [Diretório Central dos Estudantes], para tentar intermediar uma negociação que assegure a continuidade da gratuidade do circular da UFRN”, pontuou.

Robério Paulino é professor do Departamento de Políticas Públicas da UFRN e educador há mais de 30 anos.

Entenda

A linha de ônibus que passa pela UFRN e atende estudantes da instituição, conhecida como “circular”, passou a cobrar valor de passagem nesta quarta-feira 1º. Antes, o transporte era gratuito. O valor integral é de R$ 3,20, e para quem tem o benefício da meia-entrada é de R$ 1,60. A mudança, no entanto, não foi bem aceita pelos estudantes, que foram às redes sociais para reclamar da nova tarifa.

Na terça-feira 30, a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informou que a nova linha alimentadora na UFRN entraria em operação com apenas um veículo, visto que as aulas da UFRN estão previstas para retomada somente em fevereiro de 2022. Segundo a STTU, de acordo com o aumento de demanda, a operação poderá ser revista.

A STTU confirmou a nova cobrança e informou que a linha será “integrada ao sistema”. Ou seja, será possível realizar integração entre a linha da UFRN e as demais – sem custos de uma nova tarifa.

A linha circular faz parte do sistema de transporte público de Natal. O serviço estava suspenso, o que causou prejuízos ao desempenho das atividades da instituição de ensino. Como a UFRN não tem competência legal para operar no serviço de transporte público, desde o início do ano, representantes da universidade se reuniram com os órgãos legalmente responsáveis pelo serviço – Prefeitura do Natal e Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) -, bem como com órgãos do Poder Judiciário para verificar os procedimentos jurídicos possíveis para a retomada.

FONTE/CRÉDITOS: Agora RN
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Vereador de Natal, Robério Paulino (PSOL). Foto: William Medeiros/Agora RN
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!