Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Custo da cesta básica cai 4,02% em Natal, aponta levantamento do Dieese

A pesquisa indica que em 12 meses, entre julho de 2018 e julho de 2019, todas a capitais registraram
Custo da cesta básica cai 4,02% em Natal, aponta levantamento do Dieese
Em Natal, a queda foi de -4,02%

OUVIR NOTÍCIA

A pesquisa indica que em 12 meses, entre julho de 2018 e julho de 2019, todas a capitais registraram alta na cesta básica. Em Natal, a valorização foi de 11,78%

Em julho de 2019, o preço da cesta básica caiu em todas as capitais brasileiras, de acordo com a pesquisa realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A segunda queda mais significativa no país aconteceu em Natal (-4,02%), que apresentou o valor médio da cesta básica de R$ 381,27. Entre junho e julho deste ano, em todo Brasil, houve tendência de diminuição nos valores do feijão, do tomate, da banana e do óleo de soja, segundo o levantamento.

“O preço da cesta básica é um importante indicativo do custo de vida da região, da interferência na variação da inflação e das despesas do orçamento doméstico familiar. Em média, a alimentação representa entre 40% e 45% dos custos da manutenção familiar”, explica o professor de Cenários Econômicos do Centro Universitário Internacional Uninter, Cleverson Pereira.

Uma análise mais apurada mostra, porém, que os cidadãos estão pagando mais para se alimentar em 2019. A pesquisa indica que em 12 meses, entre julho de 2018 e julho de 2019, todas a capitais registraram alta na cesta básica. Em Natal, a valorização foi de 11,78%.

“Mesmo com a inflação do país controlada, esse acompanhamento mensal deve ser observado atentamente para que os gastos não saiam do controle no orçamento familiar. A alta do preço de um item de tamanha importância representa a necessidade de uma renda maior, para que não seja reduzido o poder de compra e as outras necessidades para se viver”, destaca o professor.  

O levantamento mostrou também que em todo país, no mês de julho, o tempo médio necessário para se adquirir os produtos da cesta básica totalizou 94 horas e 25 minutos, abaixo das 96 horas e 57 minutos de junho.

Fonte

José Aldenir / Agora RN

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Política
GEORGINO AVELINO SE APROXIMA DE UM DOS PLEITOS DE MAIORES EXPECTATIVAS NO ATUAL CENÁRIO...
GEORGINO AVELINO SE APROXIMA DE UM DOS PLEITOS DE MAIORES EXPECTATIVAS NO ATUAL CENÁRIO POLÍTICO
VISUALIZAR
BRASIL
Record parte para a guerra total contra a Globo a partir da delação de Sergio Cabral
Record parte para a guerra total contra a Globo a partir da delação de Sergio Cabral
VISUALIZAR
Policial
Grávida de 8 meses, marido e cunhado são mortos a tiros dentro de casa em Natal
Grávida de 8 meses, marido e cunhado são mortos a tiros dentro de casa em Natal
VISUALIZAR
Rio Grande do Norte
Governo define multa de até R$ 50 mil para quem descumprir medidas de prevenção ao...
Governo define multa de até R$ 50 mil para quem descumprir medidas de prevenção ao coronavírus no RN
VISUALIZAR
NATAL RN
Banda da PM percorre ruas de Natal e leva alegria a famílias em isolamento;
Banda da PM percorre ruas de Natal e leva alegria a famílias em isolamento;
VISUALIZAR
BRASIL
Brasil tem 431 mortes e 10.278 casos confirmados de coronavírus, diz Ministério da Saúde
Brasil tem 431 mortes e 10.278 casos confirmados de coronavírus, diz Ministério da Saúde
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )