Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

COORDENADORA DO SINTE PEDE QUE PREFEITO DE AREZ ACORDE "NÃO É POSIÇÃO DE QUEM REPRESENTA MUNICÍPIO"

Programa na Rádio Guaraíras, que ocorreu nesta sexta – feira, 12 de fevereiro
COORDENADORA DO SINTE PEDE QUE PREFEITO DE AREZ ACORDE
Imagem: Reprodução

OUVIR NOTÍCIA

Nesta sexta – feira, 12 de fevereiro representantes do Sinte/RN Regional de Canguaretama estiveram participando do programa de Rony Mathias na Rádio Guaraíras da cidade de Arez para mais uma vez chamarem atenção do prefeito da cidade e alertar a população sobre o que está acontecendo. 35 Profissionais em educação do município estão sem receber seus proventos do mês de dezembro/2020, e até o momento não há esperança para que estes profissionais possam receber.

De início a Coordenadora Telma Alves voltou a lembrar, o caso, frisando; “Houve várias conversas, junto ao procurador, audiência com o prefeito, mas, não sai do lugar, e nós não queremos só essa conversa, nós queremos é que o pagamento dos profissionais, seja dito que é dia, 10, ou dia 20. Já chegou dia 10, estamos chegando no dia 20 mas esses salários ainda não tiveram um direcionamento porque dizem que não podem ser pagos com o FUNDEB 2021, lamentável.”

Na oportunidade, o radialista Rony Mathias faz pergunta a Coordenadora, e tece comentários acerca da situação, que segundo sua análise, existe algo a mais por trás de tudo isso em a atual gestão não pagar a estes 35 servidores em educação, salientando ainda que a situação é proposital e de mau vontade. Acompanhe:

Rony Mathias: Telma, me parece que a coisa é proposital, é por mau vontade, a gente poderia chamar isso de “birra” só que é muito mais profundo do que isso, me parece que tem uma questão pessoal nisso tudo, porque o erro foi cometido na gestão passada, a secretária era a ex – vereadora Ana Alice, filha do ex – prefeito Bráulio e Ana Alice ela substituiu na secretaria de Educação, exatamente essa pessoa que hoje ocupa o cargo de procurador do município e é público e notório, nas redes sociais, eles cansaram de ter as tretas deles, trocar farpas, acusações, e existe uma rusga familiar, política e pessoal, e me parece que isso está interferindo nesse parecer, eu quero acreditar que não seja nada disso, eu quero está totalmente enganado mas, transparece isso. Para você, o que você acha?

Após pergunta feita pelo Radialista, a Coordenadora Telma Alves, representante sindical relata em resposta, que pode-se dizer que é uma coisa mesquinha e que não é bom para uma pessoa que estar como prefeito do município ou que estar como procurador da cidade. Ainda na oportunidade, a coordenadora pediu que o prefeito acorde pois isso não é posição de alguém que está representando uma sociedade.

Fala da Coordenadora Telma Alves: “Eu diria Rony, que é uma coisa muito mesquinha e que não é bom para uma pessoa que estar prefeito, que estar procurador, então isso é de uma ação muito mesquinha, eu falo isso porque eu fui bloqueada no telefone de um funcionário do município que representa uma pasta, Ora! Nós somos representantes da categoria, vamos sempre divergir e isso não é motivos para pessoas que representam uma pasta, bloquear um dirigente sindical, então, é de uma coisa pequena, de uma mesquinhez muito pequena, e eu acredito e deixo aqui o recado para o excelentíssimo prefeito que ele acorde, porque isso não é posição de alguém que estar representando uma sociedade, que está representando um município, então é de uma pequenez muito grande.” Frisou

“E quanto a questão de “Ah eu não pago, porque...” Corre o risco de responder uma improbidade administrativa adiante, não vai responder porquê? a prefeitura é devedora, e o prefeito eu sei que ele está ouvindo, se ele não estiver, alguém está passando, porque, nada fica, as coisas elas são passadas diante, e dizer ao excelentíssimo prefeito que o município, todos esses profissionais eles não são funcionários, nem de gestor A e nem de gestor B, são funcionários da prefeitura do município de Arez, os valores devidos a esses funcionários tem que ser pagos, a gestão ela é contínua, ela não é uma gestão que vai parar porque um outro prefeito entrou, fosse assim quando a gente entra com uma ação judicial, o outro prefeito que chega é que vai pagar a esse profissional que entrou e judicializou. E também mostrando para toda sociedade essa alegação que o prefeito disse que pode ocorrer em uma improbidade administrativa, isso não procede, uma vez que isso é constitucional, a constituição ela exige, não pede, exige que “ao menos” em 5% dos recursos, dos impostos, sejam investidos em educação básica.” Relatou

O Programa completo você assiste no vídeo abaixo:

Fonte

Portal Correio do Agreste

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Senador Georgino Avelino
Ex – candidato a vice em Georgino critica prefeito e diz que é muito mais fácil mandar...
Ex – candidato a vice em Georgino critica prefeito e diz que é muito mais fácil mandar fechar tudo do que tomar medidas que possam apoiar o cidadão
VISUALIZAR
Pandemia
Testes com remédio oral contra a Covid-19 têm resultados promissores
Testes com remédio oral contra a Covid-19 têm resultados promissores
VISUALIZAR
Futebol
Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão
Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão
VISUALIZAR
COVID 19
Edson, da dupla com Hudson, melhora, mas segue internado com Covid-19
Edson, da dupla com Hudson, melhora, mas segue internado com Covid-19
VISUALIZAR
Receitas
Aprenda a fazer um delicioso pão de tapioca com queijo de manteiga
Aprenda a fazer um delicioso pão de tapioca com queijo de manteiga
VISUALIZAR
NATAL RN
Prefeitura de Natal “revoga” toque de recolher e amplia funcionamento do comércio; veja o...
Prefeitura de Natal “revoga” toque de recolher e amplia funcionamento do comércio; veja o que pode abrir
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )