Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Quinta-feira, 20 de Junho de 2024
REDECON
REDECON

Economia

Preço do etanol aumentou quase 20% em abril, aponta Procon Natal

Pesquisa mostrou que a média no preço do combustível chegou a R$ 5,09 em abril

Portal Correio do Agreste
Por Portal Correio do Agreste
Preço do etanol aumentou quase 20% em abril, aponta Procon Natal
Preço do Etanol - Foto: José Aldenir
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

No dia 8 de abril, o Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Natal) fez uma pesquisa sobre o preço dos combustíveis na capital potiguar e identificou aumento de preço em todos os combustíveis pesquisados. Com a maior porcentagem está o etanol, cujo valor cresceu 19,28%. Essa variação ocorre após o etanol registrar uma redução de 12,25% no mês anterior, em março.

No mês passado, o etanol custava em média R$ 4,27. Já neste mês de abril, o preço médio encontrado foi de R$ 5,09, chegando em alguns postos de combustível ao maior preço de R$ 5,48.

Para o motorista de aplicativo Marcelo Souza, de 21 anos, o valor mais alto do álcool está fazendo ele mudar de ideia sobre o combustível. “Eu costumava abastecer com gasolina, mas o etanol começou a ser mais viável. Agora, com esse aumento está sendo mais viável colocar gasolina do que etanol. É um impacto muito grande, já que esse carro aqui é para aplicativo”, disse.

Publicidade

Leia Também:

WhatsApp Image 2024 04 11 at 13.27.24 1

Motorista de aplicativo Marcelo Souza, de 21 anos. Foto: José Aldenir / Agora RN

Devido ao aumento, o motorista tem buscado pesquisar quais postos os combustíveis estão com o valor mais em conta. “Eu costumo abastecer em frente ao Palácio dos Esportes e na Ribeira, são os preços mais baixos que eu encontro. Para mim, como o álcool está sempre com o preço abaixo da gasolina, eu procuro o posto mais barato. Hoje [quinta-feira 11] como o preço do álcool estava lá em cima, eu coloquei R$ 30 para completar, mas como eu trabalho como motorista, em 4 a 5 corridas eu consigo repor o valor”.

Por outro lado, mesmo com a alta no preço do etanol, alguns motoristas continuam achando que o combustível ainda é mais viável do que a gasolina. Dianderson da Silva, de 41 anos, também é motorista de aplicativo e conta que desde 2021 abastece seu carro apenas com etanol. Morador de Parnamirim, ele diz que, mesmo com o aumento, o preço do álcool em Natal ainda está mais barato que em outros lugares.

WhatsApp Image 2024 04 11 at 13.27.24

Dianderson da Silva, de 41 anos, só abastece com etanol. Foto: José Aldenir / Agora RN

“Eu estou no RN há três anos. Sou da cidade de Boa Vista, em Roraima. Como eu trabalho dirigindo, compensa, porque o preço da gasolina está mais caro do que o álcool. Desde quando a gasolina estava alta e o álcool baixo, eu sempre trabalhei com álcool. Antigamente a gasolina estava R$ 5,30 e o etanol R$ 4,70 e ficava melhor para mim. Dizem que o álcool consome mais, mas para mim não, é a mesma coisa”, relatou.

Motivo do aumento

Para o economista Janduir Nóbrega, o aumento no preço do etanol está possivelmente ligado a uma acomodação tributária. “Possivelmente este aumento está ligado a uma acomodação tributária (fim de taxas de isenção ICMS) que estavam vigentes e que perderam sua validade agora em março, forçando a recomposição dos preços. Outro fator implicante deve estar ligado ao processo produtivo (entressafra)”.

E continuou: “Neste momento, é mais vantajoso ao produtor produzir açúcar em virtude do preço no mercado externo. Estes fatores aliados a questões de oferta e demanda tendem a impactar os preços para cima, deixando o consumidor sem espaço para competitividade, ou seja, novamente é mais vantajoso consumir gasolina, já que a paridade etanol×gasolina é superior a 70%”, explicou.

Em relação ao impacto no orçamento dos motoristas, ele afirmou que para os que dependem inteiramente de etanol para o transporte, isso implica em um aumento real nos custos operacionais, resultando em perda de competitividade em relação aos concorrentes que utilizam produtos mais acessíveis. Por outro lado, aqueles que possuem veículos híbridos certamente optarão pelo produto mais econômico, minimizando o impacto financeiro.

Outros aumentos

A pesquisa feita pelo Procon Natal também apontou o aumento no preço em outros combustíveis em relação a março. O preço da gasolina comum e aditivada subiu 2,66% e 2,38%, respectivamente, que representa um aumento de R$ 0,16 e R$ 0,15, respectivamente. Quanto ao diesel comum e ao S-10, o aumento foi ainda maior, atingindo 3,14% e 2,33%, respectivamente. Isso se traduz em um custo adicional de R$ 0,19 e R$ 0,14 para o consumidor. No caso do gás natural veicular (GNV), foi observada uma exceção. O GNV se manteve com o preço do mês passado de R$ 5,16.

FONTE/CRÉDITOS: Agora RN
Comentários:
JATOBÁ
JATOBÁ
REDEC
REDEC

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )