Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Diminuição de funcionários, planejamentos, e pandemia; Veja quais foram as primeiras prioridades da gestão do prefeito de Georgino Avelino Antônio Freire

Prefeito concedeu entrevista no dia 29 de abri no Canal PÓS TV RN no Youtube
Diminuição de funcionários, planejamentos, e pandemia; Veja quais foram as primeiras prioridades da gestão do prefeito de Georgino Avelino Antônio Freire
Imagem: Joás Nascimento

OUVIR NOTÍCIA

Na última quinta – feira, 29 de abril, o prefeito do município de Senador Georgino Avelino, concedeu entrevista ao Canal PÓS TV RN, no Youtube, junto ao Portal Correio do Agreste, para falar acerca dos assuntos de sua administração e do município. Em uma das oportunidade do bate-papo, o prefeito falou acerca das primeiras prioridades que sua gestão teve após assumir a prefeitura municipal em janeiro deste ano.

Acerca da primeira prioridade o prefeito Antônio Freire destacou que teve que diminuir o número de contratados e comissionados; que começou a planejar e que a partir de agora está colhendo os resultados do planejamento. Antônio Freire destacou ainda que o município estava dentro do limite prudencial, mas que não conseguiria ficar dentro dele porque o município precisa de mais funcionários, pois a quantidade que o município tem hoje é insuficiente para a máquina administrativa.

O prefeito destacou ainda que essa redução dificultou o trabalho da administração, onde, na ocasião tem funcionários fazendo trabalho de três ou quatro pessoas. Ainda sobre o assunto o gestor destacou que na saúde o quadro é suficiente para desenvolver o trabalho frente a pasta, e ainda frisou a informação de que de janeiro desta ano até agora, o município não recebeu nem um tostão para gasto exclusivo com Covid, “Estamos lidando com a Covid com recursos da saúde, mas também é com muito dos recursos do próprio município.” Frisou

Acompanhe abaixo parte da entrevista na íntegra:

DE IMEDIATO QUAL FOI A PRIORIDADE ESTABLECIDA PELO SR. COMO PREFEITO AO ASSUMIR A PREFEITURA MUNICIPAL?

A primeira prioridade foi com relação a folha, apesar de eu saber que eu não iria administrar o município com tão poucos funcionários a primeira providência em janeiro foi diminuir o número de contratados e comissionados. Isso tem um custo político, mas eu sabia o que estava fazendo, eu continuo com esse prazo que eu me dei de quatro, cinco meses para planejamento, foi o que nós fizemos até agora, nós pegamos as ideias jogamos no papel, e começamos a planejar, agora nós estamos recebendo os resultados desse planejamento, e nós estamos também dentro do limite prudencial com relação a folha, só que eu não vou conseguir ficar dentro dele. Porque nós precisamos de muitos funcionários para trabalhar, nós precisamos de contratar mais funcionários porque a quantidade de funcionários que nós temos hoje é insuficiente para a máquina administrativa do município.

ESSA REDUÇÃO NO NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS DIFICULTOU O TRABALHO DA ADMINISTRAÇÃO?

Dificultou, nós temos pessoas ocupando ou fazendo o trabalho de três, quatro outras; como o quadro ficou muito resumido de pessoal, nós tivemos dificuldades, alguns setores, por exemplo, as secretarias, nós temos somente seis secretários, então, esses secretários ficaram também como titulares das secretarias que não tinham ninguém nomeado. Algumas pessoas elas continuam fazendo o trabalho de duas, três, e é por isso que e a gente vai ter que contratar agora a partir deste mês de maio e junho porque o quadro que tem não é suficiente para a gente administrar.

A PARTIR DESSE MOMENTO SERÁ NECESSÁRIO A CONTRATAÇÃO DE MAIS SECRETÁRIOS?

Eu estou me segurando, tentando ver, mas é possível que sim.

EM MENTE O SR. JÁ TEM IDEIAS DE QUAIS AS SECRETARIAS EM PRIORIDADE?

Não por enquanto, eu ainda não tenho prioridades porque a gente está agora recebendo a parte de planejamento, por exemplo, dependemos muito de como vai se comportar a pandemia daqui para frente, se houver uma abertura maior, a gente vai organizar as questões do campeonato municipal de futebol, a questão da cultura, da nossa agenda cultural, da nossa agenda esportiva e isso tem que ter material humano, mas a gente vai depender muito de como vai se comportar a pandemia.

COMO O MUNICÍPIO TEM SE COMPORTADO DIANTE DA PANDEMIA COM UM QUADRO REDUZIDO DE FUNCIONÁRIOS?

Com relação a saúde, a saúde é mais ou menos com quantidade de pessoas suficiente, talvez precise-se um pouco mais, mas, o quadro é suficiente. Nós estamos lidando com uma pandemia que a título de informação, no ano de 2021, de janeiro até agora, o Governo Federal não mandou nem um tostão para gasto exclusivo com Covid, nós estamos lidando com a Covid com recursos da saúde, mas também é com muito dos recursos do próprio município.

Fonte

Portal Correio do Agreste

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Esportes
Escola de futebol de Natal lança programa de intercâmbio para jovens
Escola de futebol de Natal lança programa de intercâmbio para jovens
VISUALIZAR
BRASIL
INSS fará bloqueio de pagamentos de quem não fizer prova de vida
INSS fará bloqueio de pagamentos de quem não fizer prova de vida
VISUALIZAR
Rio Grande do Norte
Fátima Bezerra solicita ao Ministério da Saúde insumos para kit intubação e equipamentos...
Fátima Bezerra solicita ao Ministério da Saúde insumos para kit intubação e equipamentos hospitalares
VISUALIZAR
NATAL RN
Entrega de moradias em Natal é marcada por confronto entre manifestantes e polícia
Entrega de moradias em Natal é marcada por confronto entre manifestantes e polícia
VISUALIZAR
Economia
Caixa antecipa segunda parcela do auxílio emergencial
Caixa antecipa segunda parcela do auxílio emergencial
VISUALIZAR
Futebol
Tite exalta liderança de “veteranos” Thiago Silva e Daniel Alves
Tite exalta liderança de “veteranos” Thiago Silva e Daniel Alves
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )