Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

CRB e CSA decidem título do Alagoano pela quarta vez consecutiva

Primeira partida será realizada neste domingo. Na última decisão, Azulão levou a melhor em cima do Galo e consagrou-se campeão alagoano

Clássico das multidões será no Rei Pelé. RCortez/CSA/Divulgação

Pela quarta vez consecutiva, CRB e CSA decidem a final do Campeonato Alagoano no Clássico das Multidões. Desde 2016 que os clubes se enfrentam no maior palco do futebol alagoano, o Estádio Rei Pelé, na disputa pela taça do Estadual. Na última vez, o Azulão levou a melhor em cima do maior rival e se consagrou campeão, quebrando uma sequência de três títulos do Galo.

A primeira partida da decisão deste ano será realizada neste domingo (14) e a segunda no próximo dia (21), ambas no Trapichão, às 16h. Este ano, nas quatro vezes em que as equipes se enfrentaram, tanto pelo Alagoano quanto pela Copa do Nordeste, o placar ficou no 0 a 0.

Números das retrospectivas das finais disputadas entre os dois clubes favorecem o CRB e podem trazer esperanças ao torcedor regatiano. Isso porque nos anos de 2016 e 2017, o Galo levou a melhor sobre o Azulão e levantou três vezes seguidas a taça, consagrando-se tricampeão. Já que em 2015 o CRB tinha sido campeão alagoano em cima do Coruripe. No entanto, em 2018, o CSA estava embalado com os dois acessos consecutivos no Campeonato Brasileiro, e derrotou o CRB no jogo da volta por 2 a 0. Nessa ocasião, o CRB tinha ganho a primeira partida por 1 a 0 e contava com a vantagem de um empate.

No primeiro jogo da disputa do Alagoano 2019, o mando de campo será do atual campeão alagoano, o CSA, uma vez que o vice-campeão, o CRB, teve campanha melhor na competição e se classificou em primeiro lugar, conquistando o direito de decidir a grande final com o apoio da torcida alvirrubra. O clube mandante terá 70% dos ingressos e o visitante 30% para evitar maiores confrontos entre as torcidas adversárias. A divisão da arquibancada foi determinada pela Federação Alagoana de Futebol (FAF) e é válida para os dois jogos da decisão.

Para o Azulão, a estreia no Alagoano não foi como a diretoria e torcedores esperavam. O time perdeu para o Dimensão Capela por 1 a 0. Após isso, os resultados não foram convincentes e a equipe viveu altos e baixos ao longo do início da temporada.

Foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e não desbancava na Copa do Nordeste, onde chegou até às quartas de final. Com os maus resultados, a saída de Marcelo Cabo do comando do CSA chegou a ser cogitada entre os torcedores e a imprensa alagoana, mas a diretoria azulina firmou a permanência de Cabo no clube até o fim do contrato.

O time azulino chegou a assumir a liderança do Alagoano em alguns rodadas, mas na reta final acabou vacilando e terminou a primeira fase da competição em segundo lugar. Nas semifinais enfrentou o Coruripe, onde ganhou o primeiro jogo por 6 a 2, em uma virada histórica após começar perdendo por 2 a 0. Pela partida de volta, Azulão e Hulk ficaram no empate, garantido a classificação do CSA para a final do Estadual pela quarta vez seguida.

No outro lado do campo, temos o CRB, que vai disputar a decisão do Alagoano pela oitava vez seguida, além de está de comando novo, após a saída de Roberto Fernandes. O treinador estava à frente do clube desde a segunda parte da temporada 2018. A decisão partiu dele logo após o time ser eliminado da semifinal do Nordestão nos pênaltis para o Santa Cruz-PE. O técnico Marcelo Chamusca chega ao Galo com uma árdua missão: ser campeão em cima do maior rival.

O time alvirrubro teve um inicio de temporada agitado. Algumas vitórias, derrotas e muitos empates. Resultados que fizeram com que o CRB chegasse longe nas competições em que estava disputando. Chegou à terceira fase da Copa do Brasil, à semifinal da Copa do Nordeste e à final do Alagoano.

O time iniciou bem o Estadual com uma vitória pra cima do Coruripe e manteve 100% de aproveitamento na competição até perder para o ASA na quinta rodada. O Galo chega à grande decisão após passar pelo Jacyobá com dois resultados positivos. Porém vem de duas eliminações recentes e amargas: a primeira para o Santa Cruz, no Nordestão, e a última para o Bahia, na Copa do Brasil.

Policiamento e arbitragem FIFA para a final

A segurança no primeiro jogo da final do Campeonato Alagoano 2019, entre CSA e CRB, contará com 466 policiais militares. O esquema para garantir a tranquilidade dos torcedores foi apresentado, na manhã de quarta-feira (10), pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC). Os policiais farão a segurança dentro do Estádio Rei Pelé e no entorno.

Os portões serão abertos para a entrada dos torcedores a partir das 14 horas. Para evitar possíveis confrontos entre as torcidas organizadas rivais o acesso será diferente. A do CRB, visitante, será pela rampa de número 3 do Rei Pelé e a do CSA, mandante, será pela rampa 2.

Após o CSA solicitar arbitragem FIFA para comandar o primeiro clássico da final do Alagoano, a FAF divulgou o nome do árbitro gaúcho Anderson Daronco de 38 anos. Ele já apitou a final da competição em 2017, onde CRB e CSA se enfrentaram também. Os assistentes serão Bruno Bosquilla (Fifa/PR) e Neusa Back (Fifa/SC).

Fonte

Julita Bittencourt
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

CRB e CSA decidem título do Alagoano pela quarta vez consecutiva

Julita Bittencourt

Pela quarta vez consecutiva, CRB e CSA decidem a final do Campeonato Alagoano no Clássico das Multidões. Desde 2016 que os clubes se enfrentam no maior palco do futebol alagoano, o Estádio Rei Pelé, na disputa pela taça do Estadual. Na última vez, o Azulão levou a melhor em cima do maior rival e se consagrou campeão, quebrando uma sequência de três títulos do Galo.

A primeira partida da decisão deste ano será realizada neste domingo (14) e a segunda no próximo dia (21), ambas no Trapichão, às 16h. Este ano, nas quatro vezes em que as equipes se enfrentaram, tanto pelo Alagoano quanto pela Copa do Nordeste, o placar ficou no 0 a 0.

Números das retrospectivas das finais disputadas entre os dois clubes favorecem o CRB e podem trazer esperanças ao torcedor regatiano. Isso porque nos anos de 2016 e 2017, o Galo levou a melhor sobre o Azulão e levantou três vezes seguidas a taça, consagrando-se tricampeão. Já que em 2015 o CRB tinha sido campeão alagoano em cima do Coruripe. No entanto, em 2018, o CSA estava embalado com os dois acessos consecutivos no Campeonato Brasileiro, e derrotou o CRB no jogo da volta por 2 a 0. Nessa ocasião, o CRB tinha ganho a primeira partida por 1 a 0 e contava com a vantagem de um empate.

No primeiro jogo da disputa do Alagoano 2019, o mando de campo será do atual campeão alagoano, o CSA, uma vez que o vice-campeão, o CRB, teve campanha melhor na competição e se classificou em primeiro lugar, conquistando o direito de decidir a grande final com o apoio da torcida alvirrubra. O clube mandante terá 70% dos ingressos e o visitante 30% para evitar maiores confrontos entre as torcidas adversárias. A divisão da arquibancada foi determinada pela Federação Alagoana de Futebol (FAF) e é válida para os dois jogos da decisão.

Para o Azulão, a estreia no Alagoano não foi como a diretoria e torcedores esperavam. O time perdeu para o Dimensão Capela por 1 a 0. Após isso, os resultados não foram convincentes e a equipe viveu altos e baixos ao longo do início da temporada.

Foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e não desbancava na Copa do Nordeste, onde chegou até às quartas de final. Com os maus resultados, a saída de Marcelo Cabo do comando do CSA chegou a ser cogitada entre os torcedores e a imprensa alagoana, mas a diretoria azulina firmou a permanência de Cabo no clube até o fim do contrato.

O time azulino chegou a assumir a liderança do Alagoano em alguns rodadas, mas na reta final acabou vacilando e terminou a primeira fase da competição em segundo lugar. Nas semifinais enfrentou o Coruripe, onde ganhou o primeiro jogo por 6 a 2, em uma virada histórica após começar perdendo por 2 a 0. Pela partida de volta, Azulão e Hulk ficaram no empate, garantido a classificação do CSA para a final do Estadual pela quarta vez seguida.

No outro lado do campo, temos o CRB, que vai disputar a decisão do Alagoano pela oitava vez seguida, além de está de comando novo, após a saída de Roberto Fernandes. O treinador estava à frente do clube desde a segunda parte da temporada 2018. A decisão partiu dele logo após o time ser eliminado da semifinal do Nordestão nos pênaltis para o Santa Cruz-PE. O técnico Marcelo Chamusca chega ao Galo com uma árdua missão: ser campeão em cima do maior rival.

O time alvirrubro teve um inicio de temporada agitado. Algumas vitórias, derrotas e muitos empates. Resultados que fizeram com que o CRB chegasse longe nas competições em que estava disputando. Chegou à terceira fase da Copa do Brasil, à semifinal da Copa do Nordeste e à final do Alagoano.

O time iniciou bem o Estadual com uma vitória pra cima do Coruripe e manteve 100% de aproveitamento na competição até perder para o ASA na quinta rodada. O Galo chega à grande decisão após passar pelo Jacyobá com dois resultados positivos. Porém vem de duas eliminações recentes e amargas: a primeira para o Santa Cruz, no Nordestão, e a última para o Bahia, na Copa do Brasil.

Policiamento e arbitragem FIFA para a final

A segurança no primeiro jogo da final do Campeonato Alagoano 2019, entre CSA e CRB, contará com 466 policiais militares. O esquema para garantir a tranquilidade dos torcedores foi apresentado, na manhã de quarta-feira (10), pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC). Os policiais farão a segurança dentro do Estádio Rei Pelé e no entorno.

Os portões serão abertos para a entrada dos torcedores a partir das 14 horas. Para evitar possíveis confrontos entre as torcidas organizadas rivais o acesso será diferente. A do CRB, visitante, será pela rampa de número 3 do Rei Pelé e a do CSA, mandante, será pela rampa 2.

Após o CSA solicitar arbitragem FIFA para comandar o primeiro clássico da final do Alagoano, a FAF divulgou o nome do árbitro gaúcho Anderson Daronco de 38 anos. Ele já apitou a final da competição em 2017, onde CRB e CSA se enfrentaram também. Os assistentes serão Bruno Bosquilla (Fifa/PR) e Neusa Back (Fifa/SC).

Publicidade

Classificados

VEJA MAIS
Vende – se: Fazenda no Sítio Poço Verde, Russas (Ceará)
Vende – se: Fazenda no Sítio Poço Verde, Russas (Ceará)

Russas, Ceará

R$1.250.000,00
DETALHES
Chevrolet Cruze
Chevrolet Cruze

Palotina

R$67.000,00
DETALHES
Casa de Alvenaria Mobiliada
Casa de Alvenaria Mobiliada

Palotina

R$1.500.000,00
DETALHES
Honda Civic
Honda Civic

Palotina

R$195.000,00
DETALHES
MAIS CLASSIFICADOS
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )