Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão

O jogo foi bastante truncado, especialmente no segundo tempo, quando a chuva começou a cair em Itaquera e atrapalhar o rendimento do jogo
Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão
MARCO GALVãO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

OUVIR NOTÍCIA

Corinthians e Ponte Preta foram a campo na manhã deste domingo precisando do resultado positivo para desencantar no Campeonato Paulista. O time de Campinas jogou melhor, saiu na frente, mas a equipe de Vagner Mancini conseguiu o triunfo de virada, por 2 x 1, na Neo Química Arena, em São Paulo.

O jogo foi bastante truncado, especialmente no segundo tempo, quando a chuva começou a cair em Itaquera e atrapalhar o rendimento do jogo. Com o resultado, os comandados de Vagner Mancini encerram um incômodo jejum de sete compromissos sem vencer, somando também o Campeonato Brasileiro de 2020.

O Corinthians lidera o Grupo A, com cinco pontos, um a mais que o vice-líder Santo André, e segue invicto no Estadual. A Ponte Preta continua sem vencer na competição e soma apenas um ponto. É a terceira colocada do Grupo B, à frente apenas do São Bento, que tem um jogo a menos.

O Corinthians foi a campo marcado por muitas ausências por conta da covid-19. Foram 14 jogadores ausentes no total, dentre eles, nomes importantes como Cássio, Fábio Santos, Fagner e Gabriel. Esta foi então chance para alguns jogadores corintianos que não costumam ter muitos minutos mostrarem serviço. Alguns ajustes também foram feitos, como o uso de Bruno Méndez pela esquerda. As mudanças acabaram tirando a profundidade da equipe.

Por boa parte do primeiro tempo não houve momentos de perigo por parte do Corinthians. Foi muito pouco para um time que jogava em casa e que precisa vencer para espantar a má fase. Sem ajuda pelas pontas, o meia-atacante Luan teve muita dificuldade para jogar entre as linhas dos jogadores da Ponte Preta. Mesmo com menos posse, foram os visitantes quem mostraram mais perigo.

A equipe de Campinas foi obrigada a mexer ainda no primeiro tempo, pois Paulo Sérgio sentiu um incômodo muscular. João Veras foi a campo e logo depois sua estrela brilhou. Após ganhar disputa de bola com Jemerson, ele invadiu a área pela esquerda, cortou para o meio e chutou cruzado, sem chances para o goleiro Matheus Donelli. O VAR foi consultado para checar possível falta na origem do lance, mas o gol foi confirmado.

 

O jogo esquentou um pouco após a abertura do placar. A Ponte Preta ficou mais perto do segundo gol do que o Corinthians do primeiro. Mesmo jogando fora, foram os visitantes quem mais queriam jogo. No entanto, no fim do primeiro tempo, Mateus Vital tratou de igualar o marcador. Após tabela na entrada da grande área, o meia, mesmo com espaço limitado, conseguiu clarear e acertou belo chute no gol rival.

A chuva começou a cair na segunda metade de duelo, tornando a grama mais escorregadia e a bola mais rápida. O time da casa melhorou na volta dos vestiários e testou o goleiro rival de fora da área. Mancini promoveu Otero, justamente pensando nos arremates de longe. A partida ficou mais corrida e mais truncada, com muitas faltas marcadas e poucas oportunidades claras. Jô, que entrou no segundo tempo, também se tornou alternativa a ser explorada.

Otero quase virou para o Corinthians duas vezes. Na primeira, em cobrança de falta, a bola escorregadia ficou viva, mas acabou indo parar no escanteio após breve confusão. Depois, na batida do canto, o venezuelano tentou fazer um gol olímpico, mas o arqueiro de Campinas evitou o pior. Poucos minutos depois, Raphael Claus marcou pênalti de Pedrinho em Vital. Jô foi para a marca da cal, desperdiçou a primeira tentativa, mas balançou as redes no rebote.

A poucos minutos para o apito final, Cantillo acertou o pé do adversário em lance fora da disputa de bola. Claus consultou o VAR e aplicou cartão vermelho direto para o jogador corintiano. Do outro lado, Moisés deu um susto na defesa dos anfitriões ao invadir a área e acertar a trave. No fim, o Corinthians venceu, mesmo não tendo sido superior.

Ficha técnica:
Corinthians 2 x 1 Ponte Preta
Corinthians: Matheus Donelli; Bruno Méndez, Jemerson, Gil e João Victor; Cantillo, Roni e Luan (Araos); Rodrigo Varanda (Otero), Mateus Vital (Adson) e Antony (Jô). Técnico: Vagner Mancini.
Ponte Preta: Luan; Apodi, Luizão, Ruan Renato e Yuri; Dawhan, Vini Locatelli (Léo Naldi) e Renan Mota (Faye); Pedrinho (Bruno Michel), Moisés e Paulo Sérgio (João Veras). Técnico: Fábio Moreno.
Gols: João Veras, aos 30, e Mateus Vital, aos 45 do primeiro tempo; Jô, aos 32 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Antony, Bruno Méndez e Luizão.
Cartão vermelho: Cantillo.
Árbitro: Raphael Claus.
Local: Neo Química Arena.
Renda e público: jogo sem torcida.

Fonte

Metrópoles

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Receitas
Inove com a receita deliciosa do manjar de coco com calda de goiabada
Inove com a receita deliciosa do manjar de coco com calda de goiabada
VISUALIZAR
INTERIOR DO RN
Cunhados são retirados de dentro de casa e executados no interior do RN
Cunhados são retirados de dentro de casa e executados no interior do RN
VISUALIZAR
Policial
Suspeito de estuprar criança de 11 anos é apreendido no interior do RN
Suspeito de estuprar criança de 11 anos é apreendido no interior do RN
VISUALIZAR
Pandemia
RN registra 39 mortes e 770 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
RN registra 39 mortes e 770 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
VISUALIZAR
Saúde
RN tem 103 municípios “em risco” de ficar sem oxigênio hospitalar nos próximos 10 dias
RN tem 103 municípios “em risco” de ficar sem oxigênio hospitalar nos próximos 10 dias
VISUALIZAR
Policial
Moto roubada de sargento da PM é encontrada enterrada em Mãe Luíza
Moto roubada de sargento da PM é encontrada enterrada em Mãe Luíza
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )