Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Vela brasileira ganha duas medalhas de ouro na Copa do Mundo

Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan já tinham garantido o título de véspera na classe 470

Ana Luiza Barbachan (E) e Fernanda Oliveira levaram o bronze Foto: Pedro Martinez/Sailing Energy

feminina. Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Fin

A vela brasileira conquistou duas medalhas de ouro na etapa de Gênova da Copa do Mundo. Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan já tinham garantido o título de véspera na classe 470 feminina e encerraram a campanha com um terceiro lugar na regata final. Neste domingo, Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Finn. O Brasil subiu no pódio nas três etapas na temporada 2018/2019 da Copa do Mundo: Enoshima (Japão), Miami (Estados Unidos) e Gênova (Itália). No total, são quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

“Foi uma semana de pouco vento. Testamos vários ajustes diferentes no mastro, no barco, nas velas. Foi um treino muito bom para o Campeonato Europeu, daqui a duas semanas, em Atenas, que será mais uma chance de classificar o país para os Jogos Olímpicos”, afirmou Zarif em entrevista ainda na água.

Campeão mundial da Finn em 2013 e atual campeão mundial da classe Star, Zarif entrou na regata da medalha em segundo lugar, mas apenas dois pontos atrás de Alex Muscat. O espanhol cometeu um erro e Zarif terminou em sexto lugar, garantindo o título. O brasileiro acabou com 30 pontos perdidos contra 34 do adversário

“Foi uma diferença pequena. Não larguei tão bem, mas o ponto mais importante da regata foi na primeira boia. Eu tinha ficado um pouco para trás, mas o espanhol tentou forçar a passagem no meio dos barcos e sofreu duas penalidades por causa disso. A partir daí, passei a controlar ele e manter a vantagem”, explicou Zarif.

Na 470 feminina, a medalhista olímpica Fernanda Oliveira pôde velejar tranquila neste domingo ao lado da parceira Ana Luiza Barbachan. A dupla já tinha garantido o ouro na fase de classificação. As brasileiras terminaram a regata final em terceiro lugar, encerrando a campanha com 14 pontos perdidos, contra 45 das chinesas Mengxi Wei e Hayian Gao, que ficaram com a prata.

“Para nós, foi uma semana incrível. Conseguimos velejar bem, mesmo em condições difíceis. Estamos muito felizes com o resultado”, disse Fernanda, em entrevista ainda no barco.

Esta foi a primeira vez que Gênova recebeu uma etapa da Copa do Mundo, com 676 velejadores inscritos, de 58 países. Foi a terceira etapa da Copa do Mundo 2018/2019.

Fonte

Agência Estado
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Vela brasileira ganha duas medalhas de ouro na Copa do Mundo

Agência Estado

feminina. Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Fin

A vela brasileira conquistou duas medalhas de ouro na etapa de Gênova da Copa do Mundo. Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan já tinham garantido o título de véspera na classe 470 feminina e encerraram a campanha com um terceiro lugar na regata final. Neste domingo, Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Finn. O Brasil subiu no pódio nas três etapas na temporada 2018/2019 da Copa do Mundo: Enoshima (Japão), Miami (Estados Unidos) e Gênova (Itália). No total, são quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

“Foi uma semana de pouco vento. Testamos vários ajustes diferentes no mastro, no barco, nas velas. Foi um treino muito bom para o Campeonato Europeu, daqui a duas semanas, em Atenas, que será mais uma chance de classificar o país para os Jogos Olímpicos”, afirmou Zarif em entrevista ainda na água.

Campeão mundial da Finn em 2013 e atual campeão mundial da classe Star, Zarif entrou na regata da medalha em segundo lugar, mas apenas dois pontos atrás de Alex Muscat. O espanhol cometeu um erro e Zarif terminou em sexto lugar, garantindo o título. O brasileiro acabou com 30 pontos perdidos contra 34 do adversário

“Foi uma diferença pequena. Não larguei tão bem, mas o ponto mais importante da regata foi na primeira boia. Eu tinha ficado um pouco para trás, mas o espanhol tentou forçar a passagem no meio dos barcos e sofreu duas penalidades por causa disso. A partir daí, passei a controlar ele e manter a vantagem”, explicou Zarif.

Na 470 feminina, a medalhista olímpica Fernanda Oliveira pôde velejar tranquila neste domingo ao lado da parceira Ana Luiza Barbachan. A dupla já tinha garantido o ouro na fase de classificação. As brasileiras terminaram a regata final em terceiro lugar, encerrando a campanha com 14 pontos perdidos, contra 45 das chinesas Mengxi Wei e Hayian Gao, que ficaram com a prata.

“Para nós, foi uma semana incrível. Conseguimos velejar bem, mesmo em condições difíceis. Estamos muito felizes com o resultado”, disse Fernanda, em entrevista ainda no barco.

Esta foi a primeira vez que Gênova recebeu uma etapa da Copa do Mundo, com 676 velejadores inscritos, de 58 países. Foi a terceira etapa da Copa do Mundo 2018/2019.

Publicidade

Classificados

VEJA MAIS
Vende – se: Fazenda no Sítio Poço Verde, Russas (Ceará)
Vende – se: Fazenda no Sítio Poço Verde, Russas (Ceará)

Russas, Ceará

R$1.250.000,00
DETALHES
Chevrolet Cruze
Chevrolet Cruze

Palotina

R$67.000,00
DETALHES
Casa de Alvenaria Mobiliada
Casa de Alvenaria Mobiliada

Palotina

R$1.500.000,00
DETALHES
Honda Civic
Honda Civic

Palotina

R$195.000,00
DETALHES
MAIS CLASSIFICADOS
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )