Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Notícias Política

Realtime: Carlos Eduardo é o fenômeno eleitoral de 2022?

Sem apoios políticos no interior e até mesmo na capital potiguar, onde foi prefeito por quatro vezes

Realtime: Carlos Eduardo é o fenômeno eleitoral de 2022?
Carlos Eduardo. Foto: Arquivo
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Sem apoios políticos no interior e até mesmo na capital potiguar, onde foi prefeito por quatro vezes, Carlos Eduardo Alves, que preside o PDT no Estado, vem se mantendo bem em pesquisas eleitorais. Principalmente quando os institutos são Ranking/IP Sensus e agora Realtime /Big Data. Carlos Eduardo aparece próximo a governadora Fátima Bezerra (PT), de quem perdeu por quase 300 mil votos em 2018. Também para o Senado, ele aparece pouco na frente do ex-senador Garibaldi Filho (MDB), que lidera a maioria dos institutos divulgados.

Essas duas pesquisas mereceram destaques de Carlos Eduardo nas redes sociais dele. As mesmas redes que ele evitou postar na campanha de 2020, quando indicou a vice Aíla Cortez do PDT, na chapa à reeleição do prefeito Álvaro Dias (PSDB). O prefeito de Natal hoje não apoia Carlos Eduardo para o Senado; fechou com o ministro Rogério Marinho. Álvaro, que vem se dedicando à campanha do filho, o secretário da Semtas, Adjuto Dias (MDB) a deputado estadual, não apoia Carlos Eduardo para o Governo. Nem mesmo a bancada de cinco vereadores do PDT estão com o ex-prefeito.

Quem observa a agenda política de Carlos Eduardo vê que anda pouco no interior. A última vez que tentou fazer uma maratona, teve um acidente automobilístico em Martins, no Alto Oeste. No fim de semana, postou um encontro em restaurante de Natal com o ex-deputado Wober Júnior e o jornalista Diógenes Dantas, que deixou recentemente o jornal 96 FM. Carlos Eduardo já viu prefeito do PDT, Flaviano Lisboa, anunciar que em Passa e Fica vai apoiar o nome do deputado federal Benes Leocádio, para o Governo.

Em 2010, Carlos Eduardo saiu ao Governo do Estado pela primeira vez e amargou apenas 10% dos votos em todo o RN. Em 2018, renunciou à Prefeitura do Natal e foi novamente tentar o cargo de governador. Foi derrotado nos dois turnos por Fátima Bezerra. Mesmo obtendo em Natal uma maioria histórica de 90 mil votos e em Parnamirim de 30 mil votos, Fátima venceu no interior com mais de 400 mil votos. Seria Carlos Eduardo o fenômeno eleitoral de 2022?

Senador Jean
Ainda em silêncio, o senador Jean Paul Prates hoje tem mais prestígio na cúpula nacional do PT, que na turma que arrodeia a governadora Fátima Bezerra. No fim de semana ele esteve em Mossoró. Andou até vibrando que subiu alguns pontos na pesquisa Realtime /Big Data. Jean ficou na frente do empresário Haroldo Azevedo e perdeu em cenários para Carlos Eduardo, Rogério Marinho, Fábio Faria e José Agripino.

Solidariedade
As bases do deputado Kelps Lima estão migrando para o prefeito Luiz Eduardo, de Maxaranguape, que vai concorrer a deputado estadual no próximo ano. O articulador político de Luiz é o ex-vereador Emilson Medeiros, o mesmo que cuida dos apoios de Kelps. Os ex-vereadores da capital Fúlvio Saulo e Júlio Protásio estão no time de Luiz Eduardo. Dizem que é um peso pesado no Solidariedade e hoje está melhor que os deputados Cristiane Dantas e Sub Eliabe, por exemplo.

Adoro Mossoró
Com a chapa do PL congestionada hoje para a Assembleia Legislativa, os seguidores do deputado federal João Maia tentam animar o empresário Jorge do Rosário para mais uma disputa. Vice na chapa derrotada da ex-prefeita Rosalba Ciarlini, Jorge já concorreu a deputado estadual em 2018 e obteve 12 mil votos em Mossoró. Se não for para ganhar, Jorge vai para terceira derrota eleitoral de sua carreira com apenas seis anos. Em 2016, perdeu como vice na chapa do amigo Tião Couto, para prefeito.

FONTE/CRÉDITOS: Agora RN
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!