Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Notícias Política

“Olhar para frente”, diz Henrique, sobre anúncio do primo Garibaldi

Ex-deputado federal afirmou estar com sentimento voltado para “as estradas do RN” e que respeita a decisão do primo

“Olhar para frente”, diz Henrique, sobre anúncio do primo Garibaldi
Henrique: “O importante, para o Brasil e o RN, é que cada um de nós consiga, ao se deitar, dormir em paz”. Foto: José Aldenir/Agora RN
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

“Respeito sempre”. Foi com essa afirmação que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) se pronunciou sobre o lançamento oficial da candidatura de seu primo, Garibaldi Alves Filho (MDB), ao cargo de deputado federal pelo Rio Grande do Norte, nas eleições gerais deste ano.

O ex-ministro, que afirmou estar, “atualmente com o sentimento voltando para as estradas do RN”, em busca de apoio político para seu projeto de candidatura, possivelmente à uma cadeira na Câmara Federal, falou com exclusividade ao AGORA RN, nesta quinta-feira 13. Suas palavras transpareceram um clima de tranquilidade e serenidade de sua parte. “Olhar para frente. Esperançar é o verbo. Que todos pratiquem. Faz bem à vida”, recomendou.

Segundo Henrique, o clima de disputa interna dentro do partido no Rio Grande do Norte já teria sido superado, ao afirmar que isto, “já passou”, ao se referir à uma possível animosidade diante das falas do ex-senador Garibaldi, quando este afirmou já não possuir nenhum tipo de relacionamento, político ou familiar, com o ex-ministro.

De acordo com o emedebista, “o importante, nesses dias, para o Brasil e o Rio Grande do Norte, é que cada um de nós consiga, ao se deitar, dormir em paz. Com a consciência tranquila. Sem ódio e sem medo”, enfatizou.

Na ocasião, Henrique se disse surpreso com a fala de Garibaldi, uma vez que ambos se falaram tranquilamente dias antes do ocorrido. “Nos falamos no meu aniversário em dezembro, Natal e Ano Novo, quando nos desejamos fraternalmente boas festas e felicidades. A vida e suas circunstâncias. Realizei a vida política, partidária e pública na escola de meu pai. Sem ódio e sem medo”, afirmou, na semana passada.

O rompimento, por Garibaldi

De acordo com o ex-senador Garibaldi Alves Filho, o motivo do rompimento entre os Alves, família política mais tradicional do Rio Grande do Norte ocorreu porque, “Henrique não colaborou, não deu nenhuma contribuição conosco na última eleição de 2018. Muito pelo contrário, Henrique fez de tudo para derrotar meu filho Walter”.

O fato, segundo Garibaldi, ocorreu durante a campanha para as eleições de 2018, quando, Henrique teria trabalhado nos bastidores da candidatura do então deputado federal Benes Leocádio, deixando de lado a candidatura à reeleição do seu primo, Walter Alves. “Esse episódio, a gente nunca pôde tolerar”, afirmou o ex-senador.

Em resposta, o ex-ministro afirmou que, “em tempo, a única campanha que não pude ajudar a Garibaldi foi a última de 2018, quando ainda sofria absurdas limitações de brutal injustiça. O RN também sabe disso”.

FONTE/CRÉDITOS: Agora RN
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!