Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Notícias Brasil

Ipec: Lula lidera 1º turno em 2022, mais de 20 pontos à frente de Bolsonaro

Em um dos cenários, Lula tem 48% e Bolsonaro, 23%. Na comparação com a última pesquisa, de junho, Lula mantém 11 pontos percentuais a mais do que todos os adversário

Ipec: Lula lidera 1º turno em 2022, mais de 20 pontos à frente de Bolsonaro
Ex-presidente Lula. Foto: Claudia Martini/Enquadrar/Estadão Conteúdo
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Pesquisa Ipec divulgada pelo “Jornal Nacional”, da TV Globo, mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderando o primeiro turno das eleições presidenciais de 2022 em dois cenários distintos, com mais de 20 pontos percentuais de vantagem para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O Ipec foi criado em fevereiro por ex-executivos do Ibope Inteligência, que encerrou suas atividades em janeiro deste ano em razão do término de um acordo de licenciamento com a Kantar Group.

No primeiro cenário, em que foram considerados apenas cinco candidatos, Lula aparece com 48% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro tem 23%. Considerando a margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, o petista poderia chegar a 50%, no limite para ser eleito em primeiro turno. Já Bolsonaro ficaria com, no máximo, 25% pela margem de erro.

O levantamento do mesmo instituto feito entre 17 e 21 de junho, nas mesmas condições de entrevistados, cenário e cidades, tinha Lula com 49% das intenções de voto no primeiro turno, contra 23% de Bolsonaro. Ou seja, ambos se mantiveram dentro da margem de erro.

Cenário 1

  • Lula (PT): 48%
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 23%
  • Ciro Gomes (PDT): 8%
  • João Doria (PSDB): 3%
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3%
  • Brancos e nulos: 10%
  • Não souberam ou preferiram não responder: 4%

Cenário 2

  • Lula (PT): 45%
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 22%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Sergio Moro: 5%
  • José Luiz Datena (PSL): 3%
  • João Doria (PSDB): 2%
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 1%
  • Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
  • Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
  • Simone Tebet (MDB): 0%
  • Brancos e nulos: 9%
  • Não souberam ou preferiram não responder: 5%

Segundo o “Jornal Nacional”, o Ipec ouviu 2.002 pessoas de 141 municípios. O levantamento foi feito entre os dias 16 e 20 de setembro, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que significa dizer que os resultados da pesquisa têm 95% de chance de representar a realidade.

Perfil do eleitor

De acordo com o Ipec, os votos para Lula são mais expressivos entre:

  • quem mora no Nordeste (65%);
  • quem têm ensino fundamental 1 (61%) e ensino fundamental 2 (58%);
  • quem mora em municípios com até 50 mil habitantes (53%);
  • católicos (54%).

Além disso, ainda segundo o instituto, as intenções de voto no ex-presidente são maiores quanto menor a renda familiar mensal do entrevistado: entre quem ganha até um salário mínimo, o índice é de 59%; entre aqueles com renda acima de cinco salários mínimos, 29%.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, tem mais votos entre:

  • moradores das regiões Norte e Centro-Oeste (31%);
  • homens (28%);
  • evangélicos (31%);
  • quem se autodeclara branco (28%).

Ao contrário do que acontece com Lula, as intenções de voto em Bolsonaro crescem à medida que aumenta a renda familiar mensal do eleitor, apontou o Ipec: entre aqueles que ganham até um salário mínimo, o presidente chega a 16%; entre quem tem renda até cinco salários mínimos, a 40%.

Aprovação do governo Bolsonaro

O Ipec também perguntou aos entrevistados sobre como avaliam o governo Bolsonaro. Mais da metade (53%) respondeu “ruim ou péssimo”.

Confira os números:

  • Ótimo/bom: 22%
  • Regular: 23%
  • Ruim/péssimo: 53%
  • Não souberam ou preferiram não responder: 1%

Somados, os itens “ótimo” e “bom” correspondem ao percentual de aprovação do governo, enquanto “ruim” e péssimo” se referem ao de reprovação. Ou seja: na prática, mais da metade dos entrevistados reprova a gestão de Bolsonaro.

O que é o Ipec?

O Ipec foi criado em fevereiro por ex-executivos do Ibope Inteligência. O novo instituto tem “a mesma capacidade operacional, técnica, metodológica e de atendimento aos clientes” do antigo Ibope, segundo contou ao UOL Márcia Cavallari Nunes, CEO da marca.

“O Ibope foi construído pelos profissionais que trabalham e trabalharam na empresa”, disse a executiva em junho. “É claro que no começo não terá o mesmo reconhecimento, mas isso será construído ao longo do tempo, principalmente porque sua liderança é a mesma do Ibope Inteligência.”

FONTE/CRÉDITOS: UOL
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!