Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Inflação para famílias de baixa renda sobe 0,43% em julho

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), divulgado hoje (5)
Inflação para famílias de baixa renda sobe 0,43% em julho
Tânia Rêgo/Agência Brasil

OUVIR NOTÍCIA

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), divulgado hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), subiu 0,43%, em julho. Com isso, o índice, que mede a inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos ficou 0,5 ponto percentual acima de junho, mês em que o IPC-C1 registrou recuo de 0,07%.

No acumulado do ano, o índice registra alta de 3,16% e somados os últimos 12 meses o IPC-C1 subiu 4,04%. Já o IPC-BR, que mede a variação da inflação junto às famílias com rendimento de até 33 salários mínimos, variou 0,31% em julho e acumula alta de 2,73% no ano e de 3,87% nos últimos 12 meses.

No mês, quatro das oito classes de despesa que compõem o índice registraram crescimento. A habitação variou de -0,24% para 1,32%; alimentação passou de -0,16% para 0,20%; despesas diversas foi de -0,23% para 0,40%; e transportes variou de -0,38% para -0,24%.

Os principais destaques foram a tarifa de eletricidade residencial, que passou de -2,30% para 6,42%; arroz e feijão variaram de -3,97% para -0,84%; alimentos para animais domésticos subiram  -1,36% para 1,98%; e gasolina teve variação de -2,67% para -1,86%.

No sentido inverso, com recuo na taxa de variação, o grupo vestuário passou de 0,60% para -0,28%; educação, leitura e recreação de 0,78% para 0,16%; Saúde e Cuidados Pessoais estavam com alta de 0,31% e passaram para 0,28%; e comunicação desacelerou de 0,07% para 0,04%.

Os destaques nos recuos foram as roupas, com variação de 0,71% para -0,43%; passagem aérea caiu de 22,85% para -2,20%; serviços de cuidados pessoais foram de 0,38% para 0,05%; e pacotes de telefonia fixa e internet variaram de 0,46% para 0,10%.

No acumulado de 12 meses, o IPC-C1 registra alta de 5,74% na classe de alimentação, de 5,24% em educação, leitura e recreação e de 4,92% em transportes. Os menores acumulados são nas classes comunicação, com 0,02%, despesas diversas somaram 1,58% e habitação subiu 2,48% em um ano.

Fonte

Agência Brasil

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Esportes
Palmeiras estreia com surpresas e seis nomes diferentes em relação ao primeiro jogo de 2019
Palmeiras estreia com surpresas e seis nomes diferentes em relação ao primeiro jogo de 2019
VISUALIZAR
Esportes
Sonho de ir à Grécia e "vício" em Free Fire: conheça o outro lado do cobiçado Bruno...
Sonho de ir à Grécia e
VISUALIZAR
Esportes
Martinelli impressiona, ganha elogios do chefe e iguala marca de Anelka no Arsenal após 21...
Martinelli impressiona, ganha elogios do chefe e iguala marca de Anelka no Arsenal após 21 anos
VISUALIZAR
Policial
Vítima rastreia celular roubado e polícia prende suspeito com aparelho no bolso em Natal
Vítima rastreia celular roubado e polícia prende suspeito com aparelho no bolso em Natal
VISUALIZAR
Rio Grande do Norte
Professor é morto a facadas dentro de casa no litoral sul potiguar
Professor é morto a facadas dentro de casa no litoral sul potiguar
VISUALIZAR
BRASIL
Juiz que vai julgar Glenn já suspendeu atividades do Instituto Lula mesmo sem aval do MPF
Juiz que vai julgar Glenn já suspendeu atividades do Instituto Lula mesmo sem aval do MPF
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )