Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Covid-19: Brasil registra maior média móvel de mortes desde início da pandemia

Com acréscimo de 1.480 mortes nesta segunda-feira (12/4), a média de óbitos pela covid-19 dos últimas sete dias chegou a 3.124, maior número desde o i
Covid-19: Brasil registra maior média móvel de mortes desde início da pandemia

OUVIR NOTÍCIA

O Brasil atingiu nesta segunda-feira (12/4) a maior média móvel de mortes pela covid-19 desde o início da pandemia no Brasil. Segundo o cálculo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que leva em conta os números dos últimos sete dias, o país tem média de 3.124 mortes.

Esta é a maior média desde fevereiro do ano passado, quando os primeiros casos de covid-19 surgiram no Brasil. O recorde até o momento havia sido registrado no início deste mês, em 1º de abril, com 3.117 mortes.

O número alto na média de mortes era esperado, já que na última semana o país registrou, pela primeira vez, mais de 4 mil mortes diárias pela doença por duas vezes. Nesta segunda, de acordo com o balanço nacional feito pelo Ministério da Saúde, o Brasil confirmou mais 1.480 óbitos e 35.785 casos.

O país já soma 13.517.808 de infecções e 354.617 mortes, sendo o segundo país com mais registro de óbitos e o terceiro com mais diagnósticos positivos, atrás da Índia e Estados Unidos, respectivamente, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

Atualmente, os incrementos brasileiros são os piores no mundo. As mortes representam mais de 35% dos novos registros, mesmo o país representando 2,7% da população mundial.

Vacinação

Enquanto as médias móveis alcançam recordes semana após semana, o ritmo de vacinação tem diminuído nos últimos dias. Com atrasos na importação de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) e sem produção autônoma da matéria-prima já incorporada, o país só conseguiu atingir por três dias a meta de um milhão de vacinados ao dia.

Enquanto a previsão inicial para abril era de incorporar aproximadamente 47 milhões de doses, a nova garantia do governo central é de disponibilizar 30,5 milhões ao Programa Nacional de Imunização (PNI). Somente a partir de setembro há projeções para que o país comece a produzir vacinas 100% em território nacional.

 

Fonte

correiobraziliense

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Esportes
Escola de futebol de Natal lança programa de intercâmbio para jovens
Escola de futebol de Natal lança programa de intercâmbio para jovens
VISUALIZAR
BRASIL
INSS fará bloqueio de pagamentos de quem não fizer prova de vida
INSS fará bloqueio de pagamentos de quem não fizer prova de vida
VISUALIZAR
Rio Grande do Norte
Fátima Bezerra solicita ao Ministério da Saúde insumos para kit intubação e equipamentos...
Fátima Bezerra solicita ao Ministério da Saúde insumos para kit intubação e equipamentos hospitalares
VISUALIZAR
NATAL RN
Entrega de moradias em Natal é marcada por confronto entre manifestantes e polícia
Entrega de moradias em Natal é marcada por confronto entre manifestantes e polícia
VISUALIZAR
Economia
Caixa antecipa segunda parcela do auxílio emergencial
Caixa antecipa segunda parcela do auxílio emergencial
VISUALIZAR
Futebol
Tite exalta liderança de “veteranos” Thiago Silva e Daniel Alves
Tite exalta liderança de “veteranos” Thiago Silva e Daniel Alves
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )