Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
REDEC
REDEC

Política

Comissão aprova criação de política para prevenir escoliose em crianças e adolescentes

Para virar lei a proposta ainda precisa ser aprovada pelo Senado

Portal Correio do Agreste
Por Portal Correio do Agreste
Comissão aprova criação de política para prevenir escoliose em crianças e adolescentes
Mário Agra/Câmara dos Deputados
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Mário Agra/Câmara dos Deputados
Alfredo Gaspar recomendou a aprovação da proposta, com mudanças no texto original

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que institui uma política nacional para diagnóstico e tratamento da escoliose em crianças e adolescentes. A escoliose é uma curvatura da coluna para um dos lados do tronco, que normalmente é reto e alinhado. O texto aprovado segue para o Senado.

Segundo a proposta, a Política Nacional de Diagnóstico e Tratamento da Escoliose em Crianças e Adolescentes tem como objetivos:

a efetivação de medidas para a detecção precoce, com a participação da família e da escola; o encaminhamento imediato para avaliação clínica e radiográfica e para especialista com treinamento em coluna vertebral; o início de tratamento nos estágios iniciais, para evitar cirurgia; a realização de campanhas educativas; e o tratamento integral, inclusive psicológico.

Mudanças no texto original O relator, deputado Alfredo Gaspar (União-AL), defendeu a constitucionalidade e boa técnica legislativa do substitutivo adotado pela antiga Comissão de Seguridade Social e Família para o Projeto de Lei 1094/22, do deputado Kim Kataguiri (União-SP) e outros, e para o Projeto de Lei 2625/22, do deputado José Nelto (PP-GO).

Publicidade

Leia Também:

O substitutivo reúne os dois projetos e faz adaptações para evitar questionamentos jurídicos e para manter no texto apenas os aspectos impositivos gerais, sem estabelecer obrigações típicas de regulamento posterior.

Tratamento Pelo texto, profissionais que atendam crianças e adolescentes, no Sistema Único de Saúde (SUS), deverão estar capacitados para detectar precocemente a escoliose.

Definido o diagnóstico, se for indicado o tratamento cirúrgico ou a utilização de órtese (colete ortopédico), o paciente será incluído em lista de espera pública.

A proposta define ainda o mês de junho como de combate à escoliose, devendo haver campanhas educacionais sobre a doença e sua detecção precoce nas escolas.

FONTE/CRÉDITOS: Agência Câmara Notícias
Comentários:
JATOBÁ
JATOBÁ
REDECON
REDECON

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )