Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Notícias Brasil

Caso MC Kevin: 6 meses após morte, polícia irá pedir arquivamento de inquérito

De acordo com delegado Leandro Gontijo, da 16ª DP (Barra da Tijuca), as investigações mostraram que queda de funkeiro foi acidental e que não há indícios de crimes

Caso MC Kevin: 6 meses após morte, polícia irá pedir arquivamento de inquérito
O cantor MC Kevin, morto em maio. Foto: Reprodução
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O delegado Leandro Gontijo, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), irá relatar pelo arquivamento o inquérito que apura a morte cantor Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, em um hotel na orla da Zona Oeste do Rio, no dia 16 de maio. De acordo com ele, as investigações confirmaram o que laudo da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) mostrou – o funkeiro sofreu uma queda acidental da varanda da suíte 502 e não há indícios de brigas, ações violentas e crimes no caso.

Na última semana, a modelo fitness Bianca Dominguez, que estava na suíte, prestou um novo depoimento na distrital. A moça contou ter entrado, naquela tarde, na suíte do hotel somente Victor Elias Fontenelle, o MC VK, para disfarçar, pois Kevin era casado e famoso. Ela entrou no banho, tendo permanecido no quarto os dois funkeiros. Quando terminou, eles foram para o banheiro e ela pediu um champanhe. Ao se aproximarem da moça, Bianca teria dito que o combinado era “a prática sexual somente com um” e os rapazes prometem fazer o pagamento por PIX. Ao novamente iniciarem o contato físico, a modelo avisa que não faria sexo sem o uso de preservativo.

No depoimento, Bianca disse que Jhonatas Augusto Cruz foi até o quarto levar as camisinhas e entrou no chuveiro da suíte e logo depois mostrou-se interessado em também manter relações sexuais com ela. Kevin teria ficado irritado e dito: “Sai fora! Esse maluco vai me arrastar”. Em seguida, quando percebem que o rapaz ainda estava no local, o funkeiro abre a porta e pede mais uma vez sua saída: “Vai me arrastar, tio. Sai daí!”, repetiu.

A moça disse que, logo depois, Jhonatas teria retornado ao quarto, dizendo: “Moiô! Moiô! Estão vindo aí!” VK teria dito ao funkeiro: “Sai fora, tio, vai moiá pra você. Deixa que eu fico com a bebê aqui”. Novamente muito irritado, Kevin teria gesticulado e reclamado com VK sobre o fato de ter contratado Bianca para ter relações sexuais e não ter conseguido. Ele teria colocado o short então e ido para a varanda.

Bianca contou aos policiais que, nesse momento, sentou na cama sem entender o que estava acontecendo. Ela foi chamada por Kevin, que teria dito querer ficar sozinha com ela, mas mais uma vez Jhonatas e VK teria falado sobre a chegada de alguém: “Estão chegando! Estão chegando”, gritou o primeiro, e “Sai fora! Se esconde”, orientou o segundo.

A modelo diz ter se distraído por alguns segundos e depois já ter visto MC Kevin colocando as duas mãos na sacada, dando impulso e jogando as duas pernas para fora. Após tentar segurar no parapeito pelo lado de fora, o funkeiro teria escorregado e caído.

Em agosto, MC VK e Jhonatas reafirmaram na 16.ª DP não ter havido brincadeiras e insinuações sobre a chegada da noiva de Kevin, a advogada Deolane Bezerra, tampouco discussão sobre o programa sexual que o funkeiro fazia com Bianca Dominguez naquele momento.

FONTE/CRÉDITOS: O Globo
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!