Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Notícias Brasil

Caso Karol: caminhoneiro é condenado a 30 anos de detenção por estuprar e matar adolescente

A jovem foi violentada em agosto de 2019

Caso Karol: caminhoneiro é condenado a 30 anos de detenção por estuprar e matar adolescente
Karol tinha 16 anos. Foto: arquivo pessoal
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O caminhoneiro Josué Cabral dos Santos foi condenado a 30 anos de prisão pelo estupro seguido da morte da adolescente Karolina Oliveira Gomes, de 16 anos. Nesta quarta-feira (01), ocorreu o júri popular para determinar a sentença que foi publicada nesta quinta-feira (02), no Fórum de Mamanguape, na Paraíba. A jovem foi abordada pelo homem em Goianinha em agosto de 2019 e a ação criminosa aconteceu na mesma cidade do julgamento. As informações são da Tribuna do Norte.

Dois policiais civis da Paraíba, os pais, o ex-namorado de Karol e o agressor foram ouvidos pelos jurados. Josué foi questionado pela promotora Juliana Salmito, que pediu a condenação por homicídio triplamente qualificado e estupro.

Depois dos depoimentos, os jurados decidiram pela condenação e fixou a pena em 30 anos. O criminoso já estava preso e também poderá recorrer.

O caso

A garota desapareceu em 5 de agosto de 2019. Na última vez que foi vista com vida, ela tinha saído de casa à noite, em Goianinha, para imprimir um trabalho da escola.

A investigação se iniciou após o desaparecimento da jovem. Câmeras de segurança registraram Karol caminhando próximo de um posto de combustíveis, quando foi abordada por Josué. Ela teria sido levada até uma estrada carroçável em Mamanguape, onde foi violentada, estrangulada e esfaqueada até a morte.

O corpo foi encontrado no dia 07 de agosto. De acordo com exames realizados, houve a confirmação da violência sexual e a investigação também confirmou o trajeto percorrido pelo caminhoneiro por meio do celular da vítima. O aparelho teria sido recolhido pelo agressor e vendido posteriormente, o comprador que teria indicado o autor da venda. Fios de cabelo de Karol também foram encontrados no caminhão de Josué.

O caminhoneiro foi preso no final de agosto em uma rodovia federal em Pernambuco e permaneceu detido até o momento do julgamento.

FONTE/CRÉDITOS: agorarn
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!