Portal Correio do Agreste - A serviço do povo!

Campeão mundial de vôlei, Marlon Muraguti é inspiração para jovens atletas no RN

Marlon é o reforço do time potiguar Unimed/Aero para a Surperliga B de vôlei. Ele foi campeão mundial adulto em 2010 e bronze na Copa do Mundo de 2011
Campeão mundial de vôlei, Marlon Muraguti é inspiração para jovens atletas no RN

OUVIR NOTÍCIA

Paranaense e descendente de japonês, o campeão mundial de vôlei Marlon Muraguti Yared segue ativo no esporte aos 43 anos. Com passagens por todas as categorias da seleção brasileira e somando 22 anos dentro das quadras, o levantador é o reforço do time potiguar Unimed/Aero para a Surperliga B de vôlei. Marlon chegou a cogitar a aposentadoria há 3 anos, porém, após jogar no time russo Belogorie Belgorod em 2017 com o ícone do voleibol mundial, o veterano Sergei Tetyukhin, o brasileiro viu que poderia ir além no esporte. Em entrevista ao Agora RN, o atleta falou sobre sua contratação para o time potiguar e analisou o cenário do vôlei no estado. Marlon, que foi campeão mundial adulto em 2010 e bronze na Copa do Mundo de 2011, espera impactar a vida de jovens atletas dentro e fora das quadras. O paranaense também tem como objetivo influenciar as pessoas a praticarem esporte, além de mostrar que a carreira de atleta pode sim ter longevidade. “A minha missão de atleta se expandiu. Hoje ser apenas atleta dentro de quadra não é a minha missão completa, eu busco compartilhar conhecimento, impactar a vida desses novos jogadores para que eles façam as melhores escolhas e para que eles se tornem profissionais de sucesso”, disse. Na temporada passada Marlon defendeu o Sesc-RJ na elite da Superliga e agora tem a missão de fazer diferença no time potiguar Unimed/Aero. O anúncio da sua contratação foi feito em novembro do ano passado. “O que me trouxe para o RN foi primeiramente o desafio de explorar um voleibol com muito potencial, mas que ainda não foi descoberto ou digamos assim, ele não foi colocado à prova da maneira que deve ser. O nosso país tem que ser competitivo dentro deste esporte do Sul ao Norte”, pontuou. Sua estreia no time potiguar estava prevista para acontecer no último dia 23, porém foi adiada para o dia 27 de janeiro após 5 jogadores do time adversário, o Vôlei Futuro de São Paulo, contraírem Covid-19. O atleta disse ainda que é o momento para que as pessoas passem a enxergar o Nordeste como uma referência no esporte nacional. “Fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo o voleibol se desenvolve em menor escala, por isso é importante as capitais do Brasil abrirem a sua percepção para o mercado, para os projetos do voleibol e fomentar este esporte. O vôlei gera transformação não só nas pessoas que praticam a modalidade, mas na comunidade de modo geral”, afirmou. Os títulos pela Seleção Brasileira de Vôlei começaram cedo, em 1994 aos 17 anos, Marlon representou a equipe no Campeonato Sul-Americano na Venezuela, onde saiu com o primeiro lugar na competição. Em 1997 mais um título, o paranaense foi vice-campeão Mundial Sub-21 no Bahrein. Já em 2009 disputou 3 competições pela seleção, levando o ouro na Liga Mundial na Sérvia, na Copa dos Campeões no Japão e no Campeonato Sul-Americano de Seleções na Colômbia. No ano seguinte, em 2010, o jogador conseguiu o bicampeonato na Liga Mundial na Argentina, foi campeão no Torneio Hubert Jerzeg Wagner, na Polônia, nesta última, Marlon foi eleito o melhor levantador da competição. No mesmo ano venceu o Mundial de Vôlei. Em 2011, ficou com o bronze na Copa do Mundo no Japão, foi vice-campeão na Liga Mundial na Polônia e venceu o Sul-Americano de Seleções no Brasil. Com toda essa experiência dentro da equipe brasileira, Marlon está confiante sobre o desempenho da seleção nos Jogos Olímpicos de Tóquio neste ano. “A seleção brasileira é sempre favorita, no mínimo ela fica entre os semifinalistas. Para esta Olimpíada o cenário não muda, a seleção conta com jogadores com experiência internacional, o que é um grande diferencial para uma competição deste porte”, disse. Sobre a longevidade dentro do esporte, Marlon destaca que além dos avanços em relação à ciência em relação aos tratamentos de lesões e a melhoria da qualidade de vida dos atletas de alta performance, o desenvolvimento intelectual dos atletas é um fator determinante para se ter uma carreira duradoura. “Vejo como algo especial o desenvolvimento intelectual dos atletas, porque assim eles conseguem ter uma consciência mais plena de como agir, de como se cuidar. Tudo isso, obviamente, sem deixar os valores básicos essenciais do grande atleta que são: a disciplina, o comprometimento, o respeito por si e pelos outros”, falou. O levantador destacou ainda que é preciso haver uma boa estrutura de trabalho para garantir que os atletas possam chegar mais longe na carreira e criticou a falta de investimento no esporte fora do ciclo olímpico. “Vemos atletas excelentes tendo investimento, tendo dignidade de praticar seu esporte apenas em um ciclo olímpico e isso é extremamente triste, mas é um evento que continua se repetindo. Muita coisa precisa melhorar no Brasil para que tenhamos mais atletas longevos”, concluiu.

 

Fonte

Agora RN

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Senador Georgino Avelino
Ex – candidato a vice em Georgino critica prefeito e diz que é muito mais fácil mandar...
Ex – candidato a vice em Georgino critica prefeito e diz que é muito mais fácil mandar fechar tudo do que tomar medidas que possam apoiar o cidadão
VISUALIZAR
Pandemia
Testes com remédio oral contra a Covid-19 têm resultados promissores
Testes com remédio oral contra a Covid-19 têm resultados promissores
VISUALIZAR
Futebol
Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão
Corinthians vira sobre a Ponte Preta e vence a primeira no Paulistão
VISUALIZAR
COVID 19
Edson, da dupla com Hudson, melhora, mas segue internado com Covid-19
Edson, da dupla com Hudson, melhora, mas segue internado com Covid-19
VISUALIZAR
Receitas
Aprenda a fazer um delicioso pão de tapioca com queijo de manteiga
Aprenda a fazer um delicioso pão de tapioca com queijo de manteiga
VISUALIZAR
NATAL RN
Prefeitura de Natal “revoga” toque de recolher e amplia funcionamento do comércio; veja o...
Prefeitura de Natal “revoga” toque de recolher e amplia funcionamento do comércio; veja o que pode abrir
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )